InícioSaúdeSanta Catarina autoriza vacinação por faixa etária de forma imediata

Santa Catarina autoriza vacinação por faixa etária de forma imediata

A Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) decidiu nesta quarta-feira (2) que Santa Catarina poderá iniciar imediatamente a vacinação de pessoas contra a Covid-19 por faixa etária.

A liberação foi possível após o recebimento de 209.750 doses na manhã desta quarta. Pela deliberação, os municípios terão autonomia para decidir como vão imunizar o público entre 18 e 59 anos, sem reserva percentual de doses.

“Os municípios que forem completando os grupos prioritários constantes no [Plano Nacional de Imunização] poderão avançar na vacinação por grupos etários conforme critérios estabelecidos, da idade maior para menor”, diz o documento firmado em reunião.

As doses recebidas nesta quarta, segundo a SES, serão suficientes para finalizar a cobertura vacinal de trabalhadores da educação, além de avançar e finalizar a imunização de trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, ferroviário, aquaviário, portuários, trabalhadores de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, e caminhoneiros com a primeira aplicação. Os lotes também vão atender profissionais de saúde remanescentes.

Os municípios que tiverem doses para ir além desses grupos terão liberdade para avançar na vacinação, primeiro pela faixa de 55 a 59 anos, depois de 50 a 54 anos, e assim por diante. Inicialmente, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) propôs que Santa Catarina reservasse 70% dos lotes recebidos para avançar nos grupos prioritários, mas a sugestão foi rechaçada pelos secretários municipais de saúde e o grupo definiu que não haverá percentual de reserva.

A CIB decidiu ainda deixar para a próxima etapa a vacinação de trabalhadores da indústria, que constam no Plano de Imunização. O motivo é a insuficiência de doses e a disparidade nas projeções deste público: o Ministério da Saúde fala em 300 mil trabalhadores, enquanto a Federação das Indústrias de SC (Fiesc) projeta em pouco mais de 700 mil.

O documento ainda prevê que para as próximas remessas de vacina que chegarem ao Estado haverá um compartilhamento de doses entre os grupos prioritários (as categorias de trabalhadores elencadas acima) e a população geral de 18 a 59 anos.

Via Rede Catarinense de Noticias 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments