O peso político da vitória de Piacentini

0

“Quero Deixar Minha Marca Com A Construção De Uma Subestação Em Treviso”, Diz Piacentini
Certrel-e1613250562832

Presidente reeleito da Certrel conta seus planos para o próximo mandato
Chapa 1 Faz Visitas Pontuais Em Busca De Votos
Vencedor da eleição da Cooperativa de Eletrificação Rural de Treviso (Certrel), realizada neste sábado, dia 13, Volnei Piacentini contou  seus projetos para os próximos quatro anos de mandato.

Primeiro, o presidente reeleito parabenizou a sua equipe de campanha. “Graças ao meu time vencedor e a minha competência, vamos a luta. Não tenho mais o que provar, foi mais uma vitória, é a nona no total”, citando o número de mandatos.

Entre ideias e projetos em andamento, o foco de Piacentini  é a construção de uma subestação de energia para a cidade de Treviso. “Estamos trazendo um alimentador de Lauro Muller, para suprir as necessidades até a construção da empreitada, vou me empenhar”, comentou.

Ele ressalta que o projeto está avançado. ” Já temos o Engenheiro Elétrico e o terreno está comprado. Quando esse mandato encerrar daqui quatro anos, quero deixar minha marca e será a subestação”, concluiu Piacentini.

A primeira leitura de mais uma reeleição de Volnei Piacentini para presidente da Certrel, a cooperativa de Treviso, é que o cooperado/eleitoral está satisfeito com o seu trabalho (mais de 30 anos no cargo).
Mas, a leitura política da eleição faz mais expressiva a vitoria.

Praticamente sozinho, Piacentini derrotou uma aliança política muito forte que estava engajada com a chapa de oposição, liderada por Helio Cesa, o Alemão, ex-prefeito de Siderópolis.

A aliança teve políticos do PSDB, MDB e PSD.

Os principais envolvidos na oposição foram os prefeitos Clesio Salvaro, Criciúma, Franqui Salvaro, Siderópolis, e Valerio Moretti, Treviso, mais o ex-deputado Cleiton Salvaro, o ex-prefeito Guinga Warmling, Siderópolis, e Jorge Fontanela, que foi vice-presidente de Piacentini até ontem.

Ao lado de Piacentini, além de aliados e familiares, praticamente só estavam a ex-prefeita de Treviso Lucia Cimolin e o ex-deputado Doia Guglielmi, que coordenou a campanha.

Em síntese, Piacentini derrotou três prefeitos, dois ex-prefeitos e um ex-deputado
WhatsApp-Image-2021-02-13-at-18-45-21_48772 WhatsApp-Image-2021-02-13-at-23-25-11_48768 WhatsApp-Image-2021-02-13-at-23-25-13_48769