InícioSegurançaInquérito policial concluído morte de criança por asfixia

Inquérito policial concluído morte de criança por asfixia

Pais são indiciados por tortura e maus-tratos após morte de bebê sufocado em Siderópolis Criança de um ano foi asfixiada com um travesseiro na segunda-feira (7)

Inquérito policial foi concluído após a Polícia Civil ouvir em depoimento 12 testemunhas

Os pais do bebê de um ano que morreu sufocado com um travesseiro em Siderópolis, no Sul de SC, foram indiciados pela Polícia Civil. Segundo o inquérito concluído nesta quinta-feira (10), o pai do bebê, de 24 anos, teria asfixiado a criança enquanto a mãe, 19 anos, teria se omitido.

O pai foi indiciado por feminicídio, tortura, maus-tratos, ameaça, dano ao patrimônio público, desacato e vias de fato. Já a mãe, além de omissão de socorro, vai responder por tortura e maus tratos, pois, de acordo com a polícia, colocava em perigo as crianças na presença de seu marido. A investigação apurou ainda que os pais deixavam os outros dois filhos passarem fome.  

O inquérito policial foi concluído após a Polícia Civil ouvir em depoimento 12 testemunhas e analisar os laudos periciais do Instituto Geral de Perícias (IGP). O documento foi enviado ao Fórum da Comarca de Criciúma. 

O crime 

Segundo informações da Polícia Militar, o homem chegou com a criança na Unidade de Pronto Atendimento de Siderópolis dizendo que ela tinha sido vítima de um mal súbito. Os médicos suspeitaram do caso e a mãe da criança teria revelado que o homem sufocou o bebê com um travesseiro.  

A polícia foi acionada e constatou que havia sido um sufocamento, que foi confirmado posteriormente pelo Instituto Médico Legal (IML).  

Os pais estão presos preventivamente no Presídio Santa Augusta, em Criciúma. 

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments