InícioEducaçãoBase Nacional Comum Curricular deve ser debatida em Siderópolis

Base Nacional Comum Curricular deve ser debatida em Siderópolis

Na noite desta quarta-feira, dia 26 de maio, em parceria com a Unesc, professores da rede municipal  de Siderópolis estiveram reunidos em sala virtual para conhecer o projeto de extensão “Sexualidade, direitos humanos e BNCC: organizando outros espaços dialógicos na escola”. Os professores voluntários no projeto foram convidados a dialogarem sobre o tema, colocando novamente em discussão questões ligadas ao corpo, ao comportamento, à saúde etc, de modo que alunos e alunas reconheçam e saibam como se proteger de situações de abuso e assédio, bem como, conheçam seus direitos e entendam que são donos de seus corpos.

O projeto visa construir espaços mais dialógicos pois defende que a escola é também responsável pelo conhecimento integral, evitando qualquer tipo de opinião sem fundamentação ou que vá contra os Direitos Humanos pois o projeto pretende dialogar a partir das experiências dos alunos e pelo rigor científico. “Queremos, com espaços dialógicos, que a escola cumpra sua função de proteção das crianças e adolescentes. Quanto mais as crianças forem educadas a se autoconhecer, mais elas vão conseguir se proteger”, enfatiza o coordenador do projeto Prof. Jéferson L. Azeredo.

O projeto iniciou com sete professores da rede e 6 bolsistas, e contará ainda com dos professores da Unesc, prof. Carlos Schlickmann e prof. Jéferson L. Azeredo

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments