Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Siderópolis recebe palestra sobre cultura italiana com palestrantes internacionais

Siderópolis recebeu na noite da última quarta-feira, dia 25, a pesquisadora Giorgia Miazzo Cavinato e o arquiteto Gianluca Parise, que fascinaram a cidade palestrando sobre a cultura italiana.

Na ocasião, os palestrantes abordaram assuntos sobre imigração, emigração, geografia, línguas e turismo italiano. “Nossa cidade é uma das primeiras colônias italianas do Brasil. Trazer assuntos ligados àcultura dos colonizadores é de suma importância para a população, que assim pode aprender e conhecer um pouco mais sobre nossa história”, comentou o prefeito Hélio Cesa, o Alemão.

A presença italiana em Siderópolis é visível. Atualmente grande parte da população é bilíngue e permanece com o dialeto italiano como o Bergamasco e o Bellunese. “É muito importante dar valor e dignidade aos imigrantes”, esclareceu Giorgia durante a palestra.

Na oportunidade o Governo Municipal adquiriu livros didáticos escritos pela palestrante em italiano. A literatura irá auxiliar os professores de todo o município na hora de ensinar o italiano aos estudantes.

Estavam presentes na palestra, o Vice-Prefeito, Xande Feltrin, vereadores, secretários municipais e a comunidade.
Ao final os presentes puderam desfrutar de um delicioso coquetel preparado à base da tilápia.

HISTÓRICO

Professora, escritora, intérprete, tradutora, jornalista e líder de turismo, Giorgia é apaixonada pela cultura latino-americana. Ficou algum tempo na República Dominicana trabalhando com a Câmara de Comércio. No Brasil especializou-se no ensino e pesquisa linguística. Morou em diversas realidades dos países em desenvolvimento nas Américas como o México, Cuba, Honduras, Venezuela, Peru, Chile, Paraguai e Argentina.

Giorgia ainda implementou um projeto relativo á reconstrução da memória histórica e cultural para as Américas em que expõe o fenômeno do Talian (língua nativa falada na América pelos emigrantes).

Coordenadora da seção do Brasil da Associação da Regione Veneto “Veneti nel Mondo” na Itália.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *