Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Siderópolis realiza a 1ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa

“O Desafio de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas” foi o tema da 1ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa em Siderópolis, realizada pelo Governo Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, e Conselho Municipal do Idoso (CMI). A conferência norteou discussões sobre a realidade do município e as propostas aprovadas serão encaminhadas para as Conferências Estadual e Nacional. Entre todas as propostas elencadas pelo público, destaque para solicitação de médico geriatra, mais exames de alta complexidade fornecidos pelo SUS para a pessoa idosa, programa de alfabetização de adultos, alimentação saudável, campanha de divulgação da proteção à violência contra o idoso e fortalecimento dos órgãos de promoção e defesa dos direitos  da pessoa idosa.

“Temos um caminho a percorrer, não só para dar qualidade de vida à população, mas para que a cidade esteja preparada para receber os idosos, e também auxiliar a terceira idade em cuidados domésticos para evitar acidentes”, destacou o prefeito Hélio Cesa, o Alemão, acrescentando que “Siderópolis já está fazendo muitas ações nesse sentido, como a criação do Centro do Idoso, a Piscina Térmica Fisioterápica, atividades esportivas, entre outras”.

A secretária de Assistência Social, Gladys Lenuzia Kestering, também destacou a importância de trabalhar o tema. “O assunto aponta que temos desafios que precisam ser definidos e cumpridos para atender os idosos. O poder público tem responsabilidades e a população deve cumprir seu papel de apontar as necessidades. O encontro serviu de grande auxílio para que nos próximos dias possamos dar continuidade ao trabalho”, enfatizou a secretária.

Além das propostas sugeridas, os participantes puderam conferir e se divertir com a apresentação cultural do Grupo de idosas do serviço de convivência de idosos da Associação Feminina de Assistência e Bem-Estar Social (Afabess) do bairro Rio Fiorita, em Siderópolis.

Conferências

As Conferências são canais de participação popular para exercer o controle social das políticas públicas e a cidadania. São eventos democráticos com ampla participação e efetivo compromisso de todos, entre eles, o governo, a sociedade civil organizada e os idosos.

Índices

As tendências de aumento da população idosa no mundo indicam que, entre 2015 e 2030, o número de pessoas com mais de 60 anos crescerá 56% saltando de 901 milhões para 1,4 bilhões. Para 2050, a projeção é de que quase dobre o número alcançado em 2030, chegando a 2,1 bilhões o número de pessoas idosas no mundo. No Brasil, dados do censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostraram que, em 2010, havia 20,6 milhões de pessoas com 60 anos ou mais de idade. Estimativas publicadas pelo IBGE naquele ano previram um incremento médio de mais de um milhão de idosos anualmente, nos 10 anos seguintes.

O acelerado aumento da população com mais de 60 anos que vem ocorrendo devido à rápida e continua queda da fecundidade, combinada com a redução da mortalidade em todas as idades, implica a presença crescente de pessoas idosas demandando bens e serviços na sociedade, inclusive como usuárias dos serviços sociais, de saúde e de defesa de direitos.

Em Siderópolis, que não é diferente dos outros municípios, há muitos desafios para as pessoas envelhecerem com qualidade e plena capacidade funcional, autonomia e independência.

“É importante ressaltar que a superação desses desafios é ainda mais complexo para as pessoas idosas de baixa renda ou de renda insuficiente, já que a limitação financeira pode intensificar a diminuição da capacidade funcional, da autonomia e da independência a medida que a pessoa envelhece”, concluiu o prefeito Alemão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *