Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

​Siderópolis apresenta ações de recuperação ambiental em seminário sobre o Rio Mãe Luzia

Siderópolis sediou na tarde desta quarta-feira, 22, o 2º Seminário de Relatos e Experiências de Recuperação Ambiental do Rio Mãe Luzia e foi um dos sete municípios a apresentar as ações realizadas desde a assinatura do Tratado pela Restauração e Revitalização do rio, assinado pelo prefeito Hélio Cesa, o Alemão, em junho do corrente. Nesses quase cinco meses o município já efetivou diversos trabalhos, como o plantio de mudas nas margens do Rio Mãe Luzia e nas escolas e ações ambientais educativas coordenadas pela Fundação Municipal do Meio Ambiente (Famsid).

“Esse legado é de todos e cabe a nós a união de esforços em busca de soluções para o passivo recebido para que as próximas gerações possam usufruir desse e de outros rios que estão poluídos”, destacou o prefeito. Além da participação dos municípios, o evento contou com a presença do promotor público federal, Anderson Lodetti de Oliveira, que falou sobre os “Desafios do Direito Ambiental no Século 21”.

O Seminário foi uma realização do Fórum Permanente de Restauração e Revitalização do Rio Mãe Luzia, juntamente com a Unesc, as Câmaras de Vereadores dos municípios de Treviso, Siderópolis, Nova Veneza, Criciúma, Forquilhinha, Maracajá, Araranguá e Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá. “Tudo começou com um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do estudante Nilso Dassi. Hoje são muitas entidades envolvidas e muitas pessoas trabalhando em conjunto para que nossa região possa recuperar o que foi e, infelizmente, ainda é destruído”, enfatizou a presidente do Fórum, professora Miriam da Conceição Martins.
Fonte Simone Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *